quarta-feira, agosto 10, 2011


JUPITER-8O, A METAMORFOSE DE UMA LENDA - em breve na sommexe - reserve ja o seu

É assim que a Roland se refere ao seu mais novo lançamento, o Jupiter-80: "a metamorfose de uma lenda". A linha Juno foi a pioneira nesta fase de "metamorfoses" da Roland. Um apelo emocional aos admiradores da Roland. Eu, por exemplo, caí nessa! Meu primeiro teclado sério foi um Juno-106. Com ele comecei meus primeiros passos numa banda e no mundo da música profissional. Depois de ver o Juno Stage não sosseguei enquanto não pude ter um em minhas mãos. Acho um ótimo teclado e uma excelente ferramenta de trabalho para os ensaios e shows, com os recursos de leitura de arquivos wav, mp3 e aiff diretamente de um pen drive e a entrada auxiliar para mp3 players e etc - na falta de canais, já liguei até meu MacBook Pro nesta entrada para tirar dúvidas de harmonias e formas de músicas durante um ensaio. Essas duas características também estão presentes no Jupiter-80.

Andei pensando no que seria a coisa mais importante em um sintetizador. Conclusão: a qualidade e versatilidade de seus timbres. Pois, essa é a sua essência, sua principal razão de existir!
Dentre as caraterísticas do Jupiter-80, destacam-se os sons baseados na tecnologia SuperNATURAL, que traz um realismo incrível aos timbres. Essa tecnologia estava disponível apenas em expansões compatíveis com a linha Fantom G. Agora integra o arsenal de timbres do Jupiter-80. Os metais, por exemplo, tanto solo como brasses, são impressionantes, muito superiores aos da linha Juno e de outros fabricantes. Destacam-se também os pianos elétricos e acústicos. Estes excelentes, mas, igualando-se e não superando a concorrência. Claro, essa é minha opinião, pois essa questão é bastante subjetiva e influenciada pelos gostos e experiências pessoais.

Vamos às suas principais características:
- 76 notas
- polifonia máxima de 256 notas (impressionante!)
- display LCD 800x480 colorido e sensível ao toque
- entrada USB para conectar qualquer pen drive, o que o torna capaz de ler arquivos wav, mp3 e aiff, além de gravar suas performances (em wav, 44.1 e 16bits, stereo)
- controles disponíveis: d-beam, pitch
bend/modulation, botões programáveis S1 e S2, 4 knobs programáveis e PART LEVEL sliders (PERC, LOWER, UPPER, SOLO)
- conexão com computador via USB midi/audio interface
- saídas: MAIN OUT jacks (L/R tipo P-10 e L/R tipo XLR); DIGITAL AUDIO OUT jack (coaxial); SUB OUT jacks (L/R tipo P-10); saída para fone de ouvido (P-10 estéreo); AUDIO IN jack (estéreo P-2, tipo fone com botão de volume dedicado); foot pedal (CTRL1, CTRL2 e HOLD); MIDI IN, OUT E TRHU; porta USB para computador (MIDI e AUDIO)
- pesa 17,7 quilos

O Jupiter-80 vem com um preço salgado, concorrendo com o KRONOS, recentemente lançado pela KORG (já postado aqui), em torno dos 3500 dólares nos Estados Unidos. Imagina o precinho aqui!! O Jupiter-80 estará disponível a partir da última semana de julho. Na Guitar Center a partir do dia 25 de julho.